domingo, 27 de novembro de 2016

Projeto MEMÓRIAS JF: as coleções

Como contamos aqui, o Ateliê está fazendo parte do projeto MEMÓRIAS JF - iniciativa da Traços de Minas que busca valorizar a história de Juiz de Fora a partir do olhar criativo de quatro artistas locais. O lançamento aconteceu neste mês e foi um sucesso! As coleções foram reveladas e surpreenderam pela delicadeza e minuciosidade, oferecendo ao mercado local opções de lembranças cheias de significado - ótima ideia para o Natal, né?


Bom, vamos conhecê-las, então?

Coleção Santo Antônio Padroeiro - Cristina Martins Artesanato&Ateliê
Nossa especialidade é a arte sacra e suas muitas vertentes. Então, era justo que focássemos o projeto no padroeiro da cidade: Santo Antônio. A pesquisa revelou uma história bastante profunda sobre a escolha por Santo Antônio como símbolo local e nos surpreendemos com a quantidade de informações que apresentam conexão direta com a realidade atual da cidade. A coleção explora a iconografia tradicional de Santo Antônio e outras técnicas sobre o gesso, resultando em 5 versões totalmente diferentes deste símbolo de Juiz de Fora: textura envelhecida com filtro de café, pátina ebanizada e pintura acetinada, decapê acetinado com efeito porcenalizado, pintura à óleo clássica e imitação de pedra com pátina cera. Cada imagem tem 20cm de altura e acompanha embalagem de acetato e tag explicativa de algodão cru. Veja a coleção completa aqui.



Coleção Acessórios e Caixas - Eliane Rocha
Eliane é responsável pelo belíssimo trabalho da marca Lando Arto - em Esperanto, a expressão significa "Arte do País". Com a Lando, Eliane aposta em produtos artesanais sustentáveis, produzidos a partir do reuso de materiais descartados. Assim, incorpora em suas criações valores como consumo consciente, slow consume e valorização do handmade. São itens cheios de personalidade, que promovem o comércio justo, com responsabilidade social atrelada à produção. Por meio do conceito dos 4R's (repensar, reduzir, reutilizar e reciclar), Eliane busca o equilíbrio entre natureza, economia e sociedade. Em sua coleção, traz uma série exclusiva de ecojoias e uma série de caixas inspiradas na arquitetura local. Além disso, a coleção traz também opções de quadrinhos decorativos, bolsas artesanais e botons - tudo feito à mão.

 




Coleção Sketchbooks e Ilustrações - Letícia Amorim
A fotógrafa e designer Letícia Amorim traz para o projeto todo seu expertise em artes visuais, criando, assim, uma charmosa coleção inspirada na arquitetura da cidade, composta por sketchbooks e quadros ilustrados. A tradução literal de sketchbook é "caderno de rascunhos", mas o charmoso livreto ganhou novo contexto com o passar do tempo. Hoje, trata-se de um pequeno book usado para registros variados - textos, desenhos e ideias. Perfeito para ser levado a qualquer lugar! Letícia traz, para o projeto, 5 opções focadas nas imagens que traduzem a história dos empreendedores pioneiros de Juiz de Fora. A coleção também conta com uma série de ilustrações emolduradas, feitas à mão com lápis grafite sobre papelão preparado. São 3 opções icônicas para a história da cidade: Casa D'Itália, Banco de Crédito Real e Igreja do Rosário de Juiz de Fora.



Coleção Janelas - Rogério Batista
Rogério mistura tradição e modernidade em seu trabalho único no Monge Design de Objetos, onde produz itens confeccionados com matéria-prima 100% sustentável. O design exclusivo transita entre o artesanato e a arte, repousando sobre a estética retrô - o uso de caixas antigas como uma alternativa de decoração cheia de personalidade. Para o Memórias JF, Rogério criou a série de quadros Janelas, inspirada em fachadas de prédios simbólicos da cidade. Uma delas é a janela da fachada da Cia. Dias Cardoso, na Rua Halfeld - prédio construído pela Cia. Pantaleone Arcuri em 1916, sob o estilo Art Nouveau. Esse estilo buscava inspiração na arte e arquitetura internacionais do século XX, caracterizado por conjugar fluidez e requinte com traços abstratos e geométricos, buscando, assim, integrar fachada, interior e mobiliário. Na Art Nouveau, o ornamento deveria tornar-se parte integral do processo industrial, agregando aos objetos mais comuns beleza e valor, graças ao design. 



E então, já escolheu seus presentes?
Todas as coleções estão disponíveis na Traços de Minas - Av. Rui Barbosa, 873, Juiz de Fora.
E a nossa coleção Santo Antônio Padroeiro também está disponível na nossa loja virtual: www.cristinamartins.com.br.

Esperamos vocês!

domingo, 13 de novembro de 2016

Projeto MEMÓRIAS JF

Com muita alegria, o Ateliê está fazendo parte de um projeto importantíssimo para a história de Juiz de Fora e para a identidade da cidade: o MEMÓRIAS JF.

Quem nos acompanha pelas redes sociais, já sabe que semana que vem lançaremos oficialmente a iniciativa para o mercado local - e todos estão convidados! Mas, afinal, o que é o MEMÓRIAS JF?




Trata-se de uma iniciativa linda da Traços de Minas, um espaço de arte, decoração e cultura charmosíssimo na cidade, coordenado pela querida Josy Amaral. Tivemos o prazer de conhecer a Josy e compartilhar muitos conhecimentos e propostas a respeito do cenário artístico de Juiz de Fora. Assim, foi com muito orgulho que aceitamos o convite para participar do MEMÓRIAS JF, projeto que busca a valorização da história da cidade a partir do olhar criativo. Em outras palavras: a arte traduzindo a trajetória local. Não poderia ser mais interessante e desafiador, né?



Com uma equipe de artesãos e artistas plásticos da cidade, o time estava formado e, dali, sairia a 1a Coleção do MEMÓRIAS JF. Foram meses de trabalho, encontros e pesquisas até que tudo saísse do papel com um olhar cuidadoso sobre a cultura, a arte e a arquitetura locais. Juiz de Fora, suas riquezas e diversidade ganham destaque em peças colecionáveis, exclusivas e trabalhadas de forma minuciosa por cada um dos artistas, com base em seus temas individuais.



Mas, o lançamento da 1a coleção é só o início! O MEMÓRIAS JF busca trazer para a cidade uma proposta permanente, que aborde, a cada série, novos temas, novas perspectivas e épocas diferentes da longa e densa história da cidade. Além de levantar um ponto sobre a valorização da cultura local, o MEMÓRIAS JF também ilumina artistas locais que buscam transformar o panorama artístico e artesanal na cidade - e acreditamos que esse incentivo é fundamental para o desenvolvimento de Juiz de Fora em aspectos econômicos e sociais também. A diversidade e a qualidade do produto artesanal ganham destaque!


A COLEÇÃO DO CRISTINA MARTINS ATELIÊ

Como a nossa especialidade é a arte sacra e suas muitas vertentes, dirigimos nosso olhar para o padroeiro da cidade: Santo Antônio. Parece óbvio, mas a pesquisa revelou uma história bastante profunda sobre a escolha por Santo Antônio como símbolo local e nos surpreendemos com a quantidade de informações que apresentam conexão direta com a realidade atual da cidade. Foi um processo rico e muito prazeroso de pesquisa, bem como de investigação sobre a própria iconografia de Santo Antônio - sobre o assunto, sugerimos dois posts do nosso Coletivo de Arte: I e II.

O resultado completo vocês poderão ver dia 19, mas é claro que vamos mostrar um teaser pra quem nos acompanha, né? Nossa coleção conta com 5 pequenas imagens de Santo Antônio, confeccionadas com 5 diferentes técnicas sobre o gesso. Cada imagem acompanha um pequeno pergaminho, explicando, de forma resumida, um pouco da nossa pesquisa. Nas imagens, revelamos um desses modelos, com exclusividade, e o nosso pequeno pergaminho de brinde.

 




E no sábado que vem, vocês poderão ver as 5 peças finalizadas e as coleções lindas dos outros artistas participantes do projeto ;)

Então, anotem na agenda: dia 19/11, esperamos vocês no Lançamento da 1a Coleção MEMÓRIAS JF, no espaço Traços de Minas (Av. Rui Barbosa, 873, Juiz de Fora, MG).


domingo, 22 de maio de 2016

Recuperação: Oratório de Madeira

Apesar de o gesso ser um dos materiais mais trabalhados aqui no Ateliê, a recuperação de peças em madeira tem estado bastante presente na nossa rotina. Muitos objetos decorativos são de madeira e há muita coisa linda que, com um pouco de criatividade, pode virar um item absolutamente novo. Lembrando que, para quem ainda tem dúvidas sobre a diferença entre restauração e recuperação de peças, fizemos esse post bem explicativo aqui no blog - segue o link. Os dois são trabalhos delicados e detalhados, cada um com um propósito.

Recuperação - antes e depois

Para a recuperação desse oratório, apostamos em uma proposta bem diferente da original: o marrom ganhou vida com a escolha do azul e dos detalhes em branco, deixando a peça extremamente delicada. Para contrastar com essa sutileza, a peça foi envelhecida, ganhando aspecto de usada com muita elegância. 

Algumas fotos do processo e do resultado dessa linda encomenda pra vocês:


Oratório de madeira a ser recuperado - peça original

Peça sem o verniz

Peça na fase da lixa

Peça na base branca, dando início à aplicação da cera colorida

Pintura pré-envelhecimento
Oratório recuperado e envelhecido

Oratório recuperado e envelhecido


Oratório recuperado e envelhecido

Oratório recuperado e envelhecido


Para saber mais sobre restauração e recuperação de peças, é só entrar em contato com a gente!
Ah, e lá no nosso Coletivo de Arte, tem muito conteúdo sobre o assunto, focado em arte sacra - vale a visita.

Beijos!


domingo, 3 de abril de 2016

Como incluir arte sacra na decoração?

A arte sacra e seu universo são um dos pilares do trabalho do Ateliê, vocês sabem. E, por isso, sempre lidamos com dúvidas e ideias sobre como incluir nossas peças na decoração da casa de forma harmoniosa. Então, aqui vão algumas dicas!



A verdade é que foi-se o tempo em que peças sacras eram apenas associadas a religião ou crença específica. Alguns arquitetos, hoje, fazem questão de usar esses elementos em seus projetos. Há quem colecione apenas por admirar a estética de um época ou estilo artístico ou por interesse cultural mesmo, sem nenhuma conexão com a religião que pratica no dia a dia. Isso, claro, não exclui o fato de muitas pessoas terem imagens em suas casas por devoção religiosa - seja ela qual for - e a verdade é que a gente adora essa diversidade (e a praticamos, inclusive!). Vamos às sugestões?



* Hoje, é possível tanto criar um cantinho específico para uma peça de arte sacra, uma espécie de mini santuário, como incorporá-la aos ambientes da casa, mesclando com uma decoração retrô ou mais contemporânea. Estatuetas ou quadros podem ser combinados com outros itens do espaço, não necessariamente religiosos.



* Se a peça não puder ser fixada na parede, vale pensar em aparadores, prateleiras, nichos e mesinhas que combinem com a decoração. Mescle com objetos que já existem, como porta-retratos e livros.



* Uma dica infalível é apostar em uma única cor e criar, assim, um espaço monocromático bonito e, ao mesmo tempo, elegante.



* É possível mesclar crenças diferentes também, usando nichos e misturando os estilos tradicional e moderno.



* Se a imagem for colorida, aposte em combinações metalizadas e neutras, como dourado, branco e preto, para construir o ambiente.



* Para os mais apaixonados por arte, pense em combinações de arte sacra com outros estilos de arte. Uma vai na mesa, outra na parede, ou vice-versa. O importante é harmonizar as cores.



* E uma dica importantíssima: procure posicionar essas peças em locais com menos circulação de pessoas. Normalmente, são itens frágeis e, assim, você evita acidentes com a sua obra de arte :)



Já conhece a coleção de arte sacra do Ateliê? Clica aqui!
E boa decoração!

Imagens: Google
Fonte: Decoração e Projetos

Novidade: Caixa Madrinha - Linha Noivas

O ano de 2016 começou com tudo no Ateliê - acompanha a gente no Facebook e no Instagram pra ver tudo mais rapidinho. E como estamos concentrando o conteúdo sobre arte sacra no nosso Coletivo de Arte (clica pra conhecer, está lindo!), nosso primeiro post surge agora, em abril, com uma novidade linda, linda da linha Noivas.

A gente apresentou a nossa Linha Noivas nesse post aqui e, desde então, só tem coisa bonita nessa seção do site. Cabides, caixinhas, chinelos e tudo pra deixar esse dia ainda mais especial, perfeito para quem gosta de ter detalhes realmente personalizados. Hoje, a gente apresenta a Caixa Madrinha - e, apesar do nome, ela pode ser usada não só para presentear as madrinhas, mas como um presente destas para a noiva, com lembranças, fotos e recordações de momentos especiais. Boa ideia? :)




A caixa é uma peça de MDF confeccionada com tecido laise branco combinado com aplicação de cordão de pérolas-arroz, pura delicadeza! Complementamos, ainda, com bordado inglês e uma exclusiva flor de tecido totalmente feita à mão, com todo o carinho.




Por dentro, ela é toda pintada - de branco, claro!

A Caixa Madrinha já está disponível nesse link pra compra!
E toda a linha de Noivas pode ser encomendada, de acordo com a necessidade e a ocasião. As peças podem servir de inspiração para festas de 15 anos, noivados, bodas... São muitas ideias!

Esperamos que gostem!
Beijos!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails